Tradução de CONTRA OS ASTRÓLOGOS (1-22), de Sexto Empírico, publicada em Prometeus (v. 8, n. 18, 2015)

the-twins_amy-thompson_Uma passagem de Contra os Astrólogos (1-22), do filósofo cético Sexto Empírico, foi publicada em Prometeus – Revista de Filosofia (n. 18), ISSN 2176-5960. Clique aqui para ler a tradução. A passagem é mais uma etapa do projeto de tradução de todo o Contra os Professores.

RESUMO: Tradução de Sexto Empírico, Contra os Astrólogos, 1-22 (= M  V 1-22), a partir da fixação de Bekker (BEKKER, I.Sextus Empiricus [opera omnia]. Berlim: Typis et Imprensis Ge. Reimeri, 1842), adotando as emendas de H. Mutschmann (MUTSCHMANN, H. Sexti Empirici Opera.v. III. Leipzig: Bibliotheca Scriptorum Graecorum et Romanorum Teubneriana, 1912). Para cotejo, usamos a mui influente versão latina de Henri Estienne e Gentian Hervet (STEPHANI, H.; HERVET, G. Sexti Empirici Opera Graeca et  Latini.Leipzig: Sumptu Librariae Kuehnianae, 1841), além da versão inglesa de R. G. Bury, a romena de A. M. Frenkian, as italianas de A. Russo e de E. Spinelli, a espanhola de J. B. Cavero e a francesa de P. Pellegrin, C. Dalimier, D. Delattre, J. Dellatre e B. Prérez.